Estado prevê entrega de mais 104 mercados municipais requalificados ou construídos; Mercado de Cristópolis está na lista


Para levar mais conforto e segurança aos feirantes e aos consumidores dos mercados municipais da Bahia, o Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), vai entregar, até agosto de 2023, mais 104 mercados construídos ou requalificados em todas as regiões do estado. A ação também proporciona um maior ordenamento e permite a comercialização dos produtos da agricultura familiar de forma segura e higiênica.

Os Mercados Municipais, Centros Comerciais e Feiras Livres são importantes pontos de comercialização da produção rural. Lá, estão reunidos comerciantes e produtores das sedes dos municípios, comunidades rurais e povoados.

Nos últimos anos, a CAR celebrou convênios com Associações, Cooperativas, Consórcios e Prefeituras como forma de incentivo e fomento à agricultura familiar, gerando renda em diversos municípios do interior da Bahia.

Para o diretor-presidente da CAR, Jeandro Ribeiro, os mercados municipais são, de fato, locais onde a agricultura familiar e a população da cidade se encontram. “É um momento em que a agricultura familiar consegue comercializar seus produtos, mas também onde os consumidores adquirem o produto sabendo sua origem. Entendendo que essa é uma ação estruturante, o Governo da Bahia, por meio da CAR, vem requalificando os mercados, onde estamos oportunizando a esses públicos um espaço de identidade, com condições sanitárias. É o shopping aberto dos pequenos municípios”.

Em Poções, por exemplo, o Centro Comercial Monsenhor Honorato, entregue em outubro de 2022, é motivo de orgulho para as 40 famílias de feirantes que vendem alimentos, roupas, utensílios de casa, eletrônicos, entre outros. O espaço atende à população do município estimada em 46.900 habitantes.

João Honorato, da comunidade de Pedrinhas, comercializa frutas e verduras no local. “Antes era muito sofrimento, a gente trabalhava debaixo dos pés de pau, carregando caixa para cima e para baixo. Hoje, é só abrir as portas e atender os clientes, que agora podem entrar no nosso box e até tomar um cafezinho”.

O presidente da Associação dos Feirantes de Poções, Genivaldo Carvalho, conhecido como Vado, comercializa caldo de cana e também comemora. “Meus produtos vêm da zona rural. Eu mesmo planto, colho e trago para comercializar. Aqui antes era desapropriado para o trabalho de todos. Com o piso quebrado, as pessoas tropeçavam. Hoje, estamos em um lugar asseado, o que aumentou a quantidade de clientes, que agora estão mais satisfeitos. Isso é perceptível. Eles encontram um lugar em que se sentem melhor, a gente também atende melhor e com mais alegria”.

Os próximos municípios que irão contar com mercados novos ou requalificados são Amargosa, Andorinha, Camacã, Caldeirão Grande, Cristópolis, Guarantinga, Rafael Jambeiro, Gandu, Retirolândia e Várzea da Roça, entre outros.

Fonte: Ascom/ SDR