Quatro crianças são encontradas mortas dentro de casa no Rio Grande do Sul


Os corpos de quatro crianças foram encontrados na noite da última terça-feira (13), dentro de uma casa em Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre. O principal suspeito do caso é o pai dos menores, David da Silva Lemos, 28 anos. Ele foi preso na madrugada desta quarta-feira (4), em um hotel da capital.

As crianças tinham 3, 6, 8 e 11 anos. Três delas tinham marcas de facadas no corpo e uma outra apresentava sinais de asfixia. De acordo com a polícia, o homem deu um chá calmante para as crianças. Depois que elas dormiram, ele teria sufocado as vítimas com um travesseiro. Nas três crianças mais novas, ele deu ainda golpes de faca.

Em depoimento, o homem ficou em silêncio e não deu detalhes da ação. A defesa dele deverá ser feita pela Defensoria Pública do Rio Grande do Sul, que estava presente na delegacia.

As quatro vítimas são filhas do suspeito com uma mulher de 24 anos. Eles estavam separados e as crianças estavam com o pai para a visita. Eles voltariam para a mãe nos próximos dias. Segundo o delegado do caso, Augusto Zenon, o homem chegou a mandar mensagens para a mãe das crianças com ameaças. Ele já possui histórico de agressões.

Em entrevista à RBD TV, a avó materna das crianças disse que o suspeito já havia agredido a ex-companheira e que teria cometido o crime para atingi-la. "Ele já agrediu minha filha. Já tinha acabado o relacionamento, não tinha nada mais a ver, mas ele fez pra atingir minha filha, com certeza, da pior forma que tem. Ele é um covarde", disse Idenise Martins da Silva.

Metro 1