Pesquisa aponta Barreiras como a melhor cidade do interior da Bahia para fazer negócios no mercado imobiliário


Barreiras contabiliza mais um destaque entre as 100 cidades brasileiras classificadas como as melhores para fazer negócios no mercado imobiliário. O ranking elaborado pela consultoria Urban Systems e publicado com exclusividade pela revista Exame, destaca a Capital do Oeste como a melhor no interior da Bahia no quesito, deixando para trás Vitória da Conquista, Eunápolis e Simões Filhos, que também aparecem na pesquisa.

Em relação à Bahia, Barreiras ficou com o segundo lugar, liderando o ranking juntamente com a capital, Salvador. Já na classificação nacional, obteve a 53ª colocação, dentre os 100 municípios que pontuaram e se revelam como potenciais polos para o fechamento de negócios no mercado imobiliário. Para a lista de 2022, foram analisados municípios com mais de 100 mil habitantes, e em seis eixos econômicos: comércio, serviço, indústria, mercado imobiliário, educação e agropecuária.

“Recebemos mais esse destaque para Barreiras com muita alegria e, principalmente, orgulho, ser a primeira cidade do interior e a segunda no estado entre as melhores para fazer negócios no mercado imobiliário, demonstra o quanto temos avançado no desenvolvimento de Barreiras. Pontuar entre as 100 cidades brasileiras, ficando na 53ª colocação é muito relevante. Atribuímos este resultado a todos que acreditam em nosso Município e aqui confiam os seus investimentos e a construção de suas vidas. Temos cumprido com o nosso compromisso de projetar a Capital do Oeste como a Cidade do Futuro, dotando-a cada dia mais de melhor infraestrutura para continuarmos atraindo investimentos. Parabéns a todos os barreirenses, por mais essa conquista”, destacou o prefeito Zito Barbosa.

A pesquisa considerou mais de 60 quesitos e indicadores somando as seis áreas econômicas, com análises referentes à infraestrutura de saneamento, transportes, mobilidade urbana, logística e telecomunicações. Os dados utilizados são até outubro deste ano.