Em clima natalino, Centro de Parto Normal de Barreiras realiza encontro com gestantes e puérperas


Identificar a preferência das gestantes quanto à escolha do parto, bem como conhecer os fatores e expectativas que influenciam a gestante em sua tomada de decisões, integram o rol de objetivos do Centro de Parto Normal Dr. Giltamar da Silva Gomes de Barreiras (CPN), dentro da proposta do projeto Saúde Humanizada, Integrada e Inovadora, da Secretaria Municipal de Saúde.

Ao longo de todo ano, a equipe do CPN realizou 17 encontros com as gestantes do município reguladas pela Atenção Básica por meio das 48 unidades de saúde. E nesta sexta-feira (16), o último encontro do ano contou com a participação de gestantes e puérperas, que compartilharam suas experiências do parto normal. Dona Marlete Penha, moradora do bairro Santa Luzia, aproveitou a oportunidade para apresentar sua bebê Elisa Manuelly e agradecer pelo apoio durante o parto.

“Essas rodas de conversas são fundamentais para estreitar conhecimentos sobre o parto humanizado. Elisa é minha quarta filha, eu recebi tanto carinho e apoio nesse espaço que a sensação era que estava no meu primeiro parto. Realmente aqui, todos deixam as famílias à vontade, inclusive para a participação e acompanhamento familiar, o CPN é um espaço acolhedor”, contou Marlete.

Já dentro do nono mês, a gestante Jasmine Leite, moradora do bairro Bandeirantes, escolheu o CPN para ter seu primeiro filho. “Conheci o CPN pelos relatos positivos de mães que escolheram esse espaço para ter seu filho, daí vim conhecer e fui muito bem recepcionada por toda equipe. Já decidi e quero muito ter meu filho nesta unidade”, relatou após participar atentamente da roda de conversa sobre o trabalho de parto e suas fases, no equipamento de saúde que é interligado ao Hospital da Mulher, bairro Jardim Ouro Branco.

Em clima natalino, o espaço do CPN foi preparado para receber as 18 gestantes e quatro puérperas com seus recém-nascidos, que participaram do encontro e compartilharam seus medos, ansiedades e experiências em um divertido café da manhã. De acordo com a coordenadora da unidade, além da assistência ao parto, o acolhimento humanizado e o conforto à parturiente de baixo risco, o CPN atende gestantes e suas famílias em regime de plantão 24h, com uma equipe qualificada, com as enfermeiras obstetras Jéssica de Oliveira, Rayne Roncari, Aline Ayres e as técnicas de enfermagem Luana Mirelle e Jocivânia Araújo.

“Cada parto é único, por isso, apresentar toda nossa estrutura, que conta com cinco quartos PPPs: pré-parto, parto e pós-parto, e um quarto com banheira para analgesia e partos na água, é fundamental para que as pacientes se sintam confortáveis em escolher a melhor maneira de ter seus bebês, pois aqui incentivamos o parto natural. As rodas de gestante e encontros são realizadas quinzenalmente ao longo de todo ano, já para o próximo ano, estamos preparando novos encontros com esse intuito de apresentar nossa estrutura, empoderando e acolhendo as gestantes com todo carinho e amor que elas merecem”, pontuou a coordenadora do CPN, Layanne Vila Verde.