Bolsonaro assina nomeação de comandante do Exército escolhido por Lula


O presidente Jair Bolsonaro (PL) assinou a nomeação do comandante do Exército escolhido pelo presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O ato com a nomeação do general Júlio César de Arruda foi publicado na edição desta quarta-feira (28) do "Diário Oficial da União".

Por enquanto, César de Arruda foi designado para ocupar o posto interinamente, a partir da sexta-feira (30). A nomeação definitiva deverá ser assinada por Lula, quando o presidente eleito assumir, a partir do domingo (1º).

O nome de César de Arruda já havia sido anunciado pelo futuro ministro da Defesa de Lula, José Múcio Monteiro.

A antecipação da posse do comandante para dias antes da posse de Lula foi um acerto entre o governo atual e a equipe do presidente eleito.

Marinha e Aeronáutica

Múcio também já anunciou os nomes dos futuros comandantes da Marinha, almirante de Esquadra Marcos Sampaio Olsen, e da Aeronáutica, tenente-brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno.

Kanitz deve assumir o comando na segunda-feira (2), de acordo com Múcio. A posse de Olsen deve ser no dia 5 de janeiro.

Perfil

O futuro comandante do Exército é o general mais antigo da Força. Seu atual posto é de chefe do Departamento de Engenharia e Construção.

Com 63 anos de idade, entrou no Exército em 1975.

Já comandou o 1º Batalhão de Forças Especiais, em Goiânia.

Foi diretor da Escola de Administração do Exército /Colégio Militar de Salvador

Comandou a Academia Militar das Agulhas Negras

G1