Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Barreiras inicia recuperação de áreas de preservação permanente


Equipes da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade e do PrevFogo/Ibama se uniram na sexta-feira (18), para início da implementação do Plano de Recuperação de Áreas de Preservação Permanente do Parque Natural Municipal Engenheiro Geraldo Rocha. A ação, que tem por objetivo a recomposição gradativa das áreas de vegetação nativa da mata ciliar do Rio Grande, foi programada para ser executada durante o período chuvoso e nesta primeira etapa contempla uma área de 2,5 hectares, no setor leste da Gleba A, com a previsão de plantio de cerca de mil mudas. Vale destacar que essas ações acontecem associadas às obras de infraestrutura do Parque Natural Municipal.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Demósthenes Júnior, as áreas de vegetação no Parque irão garantir que o espaço tenha integração com a paisagem natural típica, a flora e a fauna. “O esforço conjunto do governo municipal é fundamental para o sucesso desse trabalho de restabelecimento da Área de Preservação Permanente (APP) do Parque para a abertura de trilhas naturais ao longo dessas áreas, possibilitando passeios ecológicos de cunho educacional e de lazer, trazendo mais uma atração ao local”, destacou.

Foram selecionadas para o plantio, mudas de espécies nativas no bioma Cerrado e frutíferas desenvolvidas no Viveiro Municipal do Parque. Ipês brancos, rosa e amarelo, moringa, jacarandá, jatobá, tamboril, mangueira foram algumas das espécies. Também foi realizado o transplante de seis ipês que estavam na área onde está sendo construído o Centro Esportivo do Parque Municipal, realocadas para o local onde será implantado o arvorismo. O processo, realizado de forma inédita pelo Município, permite remover as espécies e replantá-las, evitando o corte e garantindo às árvores maior longevidade.

“Com essas ações queremos entregar à população um Parque sustentável, acessível, dinâmico, trazendo as inúmeras beneficies que a nossa natureza nos fornece como ar puro, contemplação, qualidade de vida e relaxamento", finalizou o secretário Demósthenes Júnior.