Equipe da Record é agredida por bolsonaristas em manifestação em SP


Durante passagem ao vivo na Record News, o repórter Yuri Macri e o cinegrafista Edmilson China, da Tv Rio Preto, afiliada da Record em Mirassol, São Paulo, foram agredidos por bolsonaristas nesta quarta-feira (02).Manifestantes se aproximaram dos profissionais e começaram a hostilizar a equipe. "Repórter e cinegrafista foram agredidos com socos e chutes, danificaram um microfone, que acabou até perdendo a base", disse Gleice Kelly, chefe de jornalismo da emissora.

Nas redes sociais, Macri compartilhou imagens da agressão e contou que levou chutes, joelhadas nas costas, tapas, empurrões e intimidações. "Falaram que eu estava dizendo mentiras na entrada".

"Vivi momentos de terror. De medo. Deus seja louvado que estou bem. Nunca vi pessoas tão agressivas na vida. Amanhã um novo dia, uma nova história. Mas, foi crime o que fizeram comigo hoje", declarou Yuri.

Metro 1