Secretaria de Assistência Social e Trabalho de Barreiras realiza Capacitação de Expansão de Visitadoras do Programa Primeira Infância do SUAS


Entre os dias 16 e 20 de maio, a Secretaria de Assistência Social e Trabalho de Barreiras, realizou a Capacitação de Expansão etapa II de Visitadoras do Programa Primeira Infância no SUAS – Criança Feliz. O curso com carga horária de 40 horas aconteceu no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS V), no Bairro Vila Amorim e foi direcionado às novas visitadoras que integram o Programa Primeira Infância no SUAS.

Conforme a supervisora do Programa Criança Feliz, Lauriene Trindade, o programa prioriza crianças e famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família e inseridas no CADÚnico, bem como crianças de até 72 meses e suas famílias beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada – BPC e crianças de até 72 meses afastadas do convívio familiar em razão da aplicação de medida de proteção prevista no Art. 101, caput, incisos VII e VIII, da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, e suas famílias.

De acordo com o Art. 3º do Decreto nº 8.869/2016, o Programa Criança Feliz têm como objetivos promover o desenvolvimento infantil a partir do apoio e do acompanhamento integral na primeira infância; apoiar gestantes e suas famílias na preparação para o nascimento e nos cuidados perinatais; colaborar no exercício da parentalidade, fortalecendo os vínculos e o papel das famílias para o desempenho da função de cuidado, proteção e educação de crianças na faixa etária de 0 a 6 anos de idade inseridas no CADÚnico, e ainda, mediar o acesso da gestante, de crianças na primeira infância e de suas famílias às políticas e serviços públicos de que necessitem e Rede de Proteção.

Conforme a supervisora do Programa Criança Feliz em Barreiras, após esse segundo momento, as novas visitadoras estão preparadas para fazer o acompanhamento necessário. “A intersetorialidade na visita domiciliar integra, amplia e fortalece as ações de políticas públicas voltadas para as gestantes, crianças na primeira infância e suas famílias. Assim, após conclusão dessa Capacitação, as novas visitadoras estão aptas para atuarem em cada CRAS do município”, pontuou Lauriene Trindade.