Anvisa sugere uso de máscara e distanciamento para evitar chegada de varíola


O uso de máscaras, isolamento e a higienização frequente de mãos voltaram a ser recomendados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Dessa vez, por conta da varíola dos macacos. Para retardar a entrada do vírus no Brasil, a Anvisa está pedindo reforço nessas medidas não farmacológicas em aeroportos e aeronaves.

Desde o início deste mês de maio, ao menos 120 ocorrências da doença foram confirmadas em 15 países. No último domingo (22), casos suspeitos foram registrados na Argentina. O Ministério da Saúde instituiu, nessa segunda-feira (23), uma sala de situação para monitorar o cenário do vírus no Brasil.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ainda não foram estabelecidas ligações entre os casos confirmados e as áreas onde a doença é endêmica. Até o momento, há registros nos seguintes países: Austrália, Bélgica, Canadá, França, Alemanha, Itália, Holanda, Portugal, Espanha, Suécia, Reino Unido e Estados Unidos.

Metro 1