Amostra de líquido que matou três trabalhadores no oeste é enviada para perícia

O líquido supostamente envenenado que causou a morte de três trabalhadores no oeste da Bahia foi encaminhado à Polícia Civil para passar por perícia. Na última sexta-feira (20), oito trabalhadores de uma fazenda localizada no povoado de Entroncamento de Porto Novo, em São Félix do Coribe, foram internados após beberem um líquido que achavam que era cachaça.

Três trabalhadores morreram, outros três seguem internados, um deles em estado grave, e outros dois já receberam alta. O envenenamento aconteceu dentro de um ônibus, na fazenda, quando os homens aguardavam receber o pagamento pelos serviços prestados.

Os trabalhadores que morreram foram identificados como Vitor Oliveira de Assis, de 17 anos, Marcone Ferreira de Souza, de 36 anos, e Igor Gabriel Santos Conceição, de 19 anos. Eles moravam no distrito de Porto Novo, no município de Santana.

De acordo com o portal G1, o homem que teria oferecido a bebida aos trabalhadores já foi ouvido pela polícia. O caso é investigado na 26ª Coordenadoria Regional de Polícia Civil (26ª Coorpin) de Santa Maria da Vitória.

Metro 1