'Temporada de raios' atinge a Bahia e região oeste é a mais afetada por descargas elétricas

A Bahia é atingida por uma "temporada de raios" desde o início desse ano, de acordo com o Climatempo. Entre 1º de janeiro e 14 de fevereiro, foram registradas mais de um milhão de descargas elétricas, e a região oeste teve maior incidência do fenômeno.

Dos 1.090.188 descargas elétricas que atingiram a Bahia em 2022, a maioria ocorreu nas cidades de Correntina (51.986), Cocos (45.753) e Jaborandi (44.760). Em Salvador, foram ao menos 616.

O Climatempo explica que o raio é uma descarga elétrica atmosférica que chega ao solo após se formarem em nuvens. Na Bahia, os raios que tocaram o solo em 2022 foram: 169.634 em janeiro e 85.135 em fevereiro.

Este ano, as cidades baianas que tiveram maiores ocorrências de raios também estão Correntina, Cocos, Jaborandi, além de Formosa do Rio Preto e São Desidério. Na capital, foram 275, entre janeiro e fevereiro. Em 2021, o mesmo fenômeno foi registrado no sul do estado.

Em geral, as descargas elétricas ocorrem com mais frequência no verão, por causa das altas temperaturas que deixam as nuvens carregadas. Pesquisas apontam que nesta época do ano o aumento de casos é de cerca de 16%, em relação aos outros meses.

O Brasil é o país mais atingido do mundo por raios. Dados do Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT) estimam que cerca de 60 milhões de raios atinjam o solo brasileiro por ano, ou, cerca de dois raios por segundo.

G1 BAHIA