Prefeitura de Barreiras e parceiros se unem para combater incêndios florestais


A grande ocorrência de incêndios florestais que atingiram a Serra da Bandeira – uma das regiões mais altas de Barreiras – de proporções significativas e que se alastrou de forma rápida, chegando próximo ao aeroporto Dom Ricardo Weberberger, fez com que uma operação de combate fosse organizada. A iniciativa uniu Prefeitura de Barreiras, Defesa Civil, Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (INEMA), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) através do Sistema Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (PREVFOGO) e o 17º Grupamento de Bombeiros Militar (17º GBM).

A ação, intensificada nesta quarta-feira (8), quando os focos de incêndio foram de maior proporção, contou com reforço de duas aeronaves cedidas pela Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia, constantemente reabastecidas com água pelos caminhões pipa da Prefeitura. Teve ainda o apoio do Programa Bahia Sem Fogo, além de uma Guarnição de Combate Especializada em Incêndio Florestal do 17º GBM e Brigadistas do PREVFOGO /IBAMA de Barreiras. As equipes agiram com técnicas de combate como o isolamento das áreas de fogo por meio de aceiros progressivos e resfriamento com a utilização da moto bomba d’água Mini Striker, para frear o avanço do fogo sobre áreas próximas à rede de alta tensão e nos equipamentos do aeroporto.

Para o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Barreiras, Demósthenes Júnior, que vem acompanhado a operação junto com o coordenador regional do INEMA, Saul Reis, além das duas equipes especializadas, a utilização de aeronaves nas áreas de difícil acesso se mostra uma das formas de apoio mais eficientes no combate a incêndios florestais, pois possibilita a melhor detecção do foco e seu ataque direto. “O combate ao fogo nessa região requer atenção redobrada em função das altas temperaturas e baixa umidade, além de difícil acesso. Estas parcerias foram fundamentais para que o incêndio não se alastrasse ainda mais, acarretando maiores prejuízos tanto para o meio ambiente, quanto para as pessoas”, disse.

Barreiras contra o fogo – Considerando o histórico de incêndios florestais no município, com ênfase entre os meses de agosto a outubro, período de baixos índices pluviométricos e altas temperaturas associadas a baixa umidade do ar, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade vem reforçando campanhas de prevenção, com antecedência. Em julho passado foi lançada a Campanha “Barreiras contra o fogo”, um alerta para conscientizar a população a evitar queimadas e saber como agir ao identificar os focos. O número 193 está em alerta constante para receber as denúncias.






Dircom - Prefeitura de Barreiras