segunda-feira, 8 de março de 2021

Saúde de Luís Eduardo Magalhães tem nome de mulher; são mais de 500 trabalhadoras na linha de frente


A Saúde de Luís Eduardo Magalhães tem nome de mulher: são 520 trabalhadoras atuando incansavelmente em meio a uma Pandemia para oferecer um atendimento digno e o melhor cuidado e assistência à população de Luís Eduardo Magalhães.

Elas estão na linha de frente como enfermeiras, técnicas de enfermagem, atendentes, médicas, gerentes e diretoras. Esse é o caso da psicóloga Fernanda Fischer, diretora de Atenção à Saúde.

“Toda a nossa equipe está em sintonia para que a população que está na ponta tenha a melhor assistência. Já temos 19 postos de saúde reabertos e com atendimento médico”, disse.

Em meio a um surto de Dengue no Município, a diretora de Vigilância em Saúde, Juliana Melo, tem se preocupado na eliminação dos focos do mosquito e no trabalho de campo dos agentes.

“O nosso grande objetivo é fazer com que a comunidade se envolva nesse trabalho tão importante de conscientização, estamos numa época propícia para proliferação de doenças como Dengue, Zika e Chikungunya. Estamos nas ruas com o mutirão ‘Minha Rua Limpa’, contratamos novos agentes de Endemias. A Prefeitura tem feito a sua parte e nós precisamos fazer a nossa também”.

UPA

Sobrecarregada no início do ano com os casos de Dengue, a Unidade de Pronto Atendimento do Município (UPA), contou com a perseverança da diretora Marianna Constenla e de toda a equipe da saúde, para contornar o problema e montar o Plantão da Dengue, que desafogou a unidade e já atendeu mais de 2 mil pessoas, desde o dia 13 de fevereiro, com sintomas das três arbovirores.

“É uma estrutura completa, com área de triagem, sala de espera, consultório médico, atendimento de enfermagem e sala de coleta de material para exames e medicação. Tudo para que a pessoa que chegue com dor, seja acolhida. Sabemos que não é fácil ficar doente, por isso a nossa preocupação em cuidar da nossa população”, disse a diretora da unidade, Marianna Constenla.

UCC

Na Unidade de Controle Covid-19, destaque para duas profissionais de saúde que viraram noticia recentemente, a técnica de Enfermagem, Amanda Taratá, primeira pessoa a ser vacinada no município. Amanda atua na linha de frente da pandemia, desde agosto de 2020.

E a diretora da UCC, Kenia Guedes que foi a responsável por aplicar a vacina contra a Covid-19 nos primeiros profissionais de saúde e falou sobre a importância do momento. “É uma oportunidade ilustre poder prestigiar esse momento de muita emoção para todos os envolvidos que se empenharam para que a gente pudesse estar tão breve imunizando os profissionais e também a população”.

É o esforço diário de centenas de mulheres que faz com que a população do Município já perceba uma efetiva mudança no trato com a saúde em Luís Eduardo Magalhães.



Ascom/Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães

Comente aqui!


Atenção!
Você é responsável pelo seu comentário.
Obrigado.
EmoticonEmoticon