segunda-feira, 15 de março de 2021

Mês da Mulher: Semana inicia com atividades no CRAM e Albergue São José


Esta segunda-feira, 15, iniciou com atividades do projeto Mulheres na Liderança: Inspiração, Força e Igualdade, promovidas pela Secretaria de Assistência Social e Trabalho de Barreiras por meio dos equipamentos socioassistenciais. Durante todo o mês de março, os cinco CRAS, CREAS e CRAM estão levando às mulheres assistidas pela rede, uma série de ações que visam elevar a autoestima, o empoderamento, a troca de experiências e conhecimento.

No Centro de Referência de Atendimento à Mulher – CRAM, as assistidas se reuniram nesta manhã obedecendo aos protocolos preventivos para Covid-19, e tiraram dúvidas com a advogada Rafaela Coité sobre os direitos durante os processos de violência doméstica, pensão alimentícia, as medidas protetivas de urgência, guarda dos filhos e divisão de bens. A coordenadora Kharola Crisóstomo destacou que durante o período de pandemia, os atendimentos continuam ativos e que ainda existem dúvidas sobre os direitos e apoio psicológico.

“Estamos abertos ao acolhimento e atendimento humanizado às mulheres em situação de violência. O CRAM proporciona atendimento psicológico, social e orientação e encaminhamentos jurídicos necessários à superação da situação de violência, contribuindo para o fortalecimento da mulher. No projeto, estamos aproximando ainda mais as assistidas as informações e acessos aos direitos básicos”, destaca Kharola.

Já no Albergue São José, os demandatários abrigados receberam a psicóloga do Centro POP, Natália Magalhães, para falar sobre Igualdade de Gênero e Oportunidades. Durante a roda de conversa, muitos homens em situação de rua relataram suas experiências de vida e relacionamentos. A psicóloga Natália ainda abordou a luta das mulheres por igualdade no mercado de trabalho, situações de violência física nas ruas, condições das mulheres trans e Lei Maria da Penha.

“Uma manhã agradável, com a participação dessas pessoas que são encaminhadas pelo Centro POP, que já vivenciaram tantas histórias e compartilharam aqui seus aprendizados. Outra experiência importante foi com uma mulher trans abrigada no local, que mostrou conhecimento sobre as vivências femininas, as dificuldades da aceitação e inserção no mercado de trabalho. Continuamos com uma programação de palestras até o fim do mês, inserindo cada vez mais todos os homens e mulheres nessa discussão de melhoria do nosso papel social”, disse Adriana, coordenadora do Albergue São José.

Comente aqui!


Atenção!
Você é responsável pelo seu comentário.
Obrigado.
EmoticonEmoticon