quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

Implantação de Sistema de Energia Solar avança em escolas de Barreiras


Desde que começou a ser instalado, em janeiro deste ano, o sistema de energia solar nas escolas da rede municipal de educação de Barreiras, avança e a previsão é que em março, esteja em pleno funcionamento em 11 sedes escolares. Juntas essas escolas irão gerar no mínimo 1.673 MWh/ano de energia, ou, cerca de 139,41 MWh/mês, o suficiente para abastecer estas e todas as outras escolas e prédios da Secretaria Municipal de Educação. Os colégios Celso Barbosa, Mirandolina Ribeiro Macêdo, Sagrado Coração de Jesus, Padre Vieira, Escola Francisco Joaquim de Lima e Escola Tarcilo Vieira de Melo já estão com o sistema pronto.

O projeto é constituído por sistemas geradores fotovoltaicos que geram energia elétrica através da luz solar e injetam na rede da Coelba a produção, recebendo posteriormente esta produção em créditos na conta de energia. Segundo a empresa responsável, do ponto de vista econômico, o sistema tem garantia de geração por no mínimo 25 anos e neste período, garantirá, em economia, o montante de R$ 34 milhões, já abatido o valor investido pela prefeitura para implantar o sistema, bem como, suas respectivas manutenções.

“Este é um investimento importante para Barreiras. Além de resultar em uma economia significativa para os cofres públicos, prima pela sustentabilidade. A geração de energia limpa neste período corresponderá ao plantio de 39 mil árvores, com a redução na emissão de CO2 equivalente a 12 milhões de quilômetros rodados por um automóvel, é assim que estamos construindo a Barreiras do Futuro, inteligente, sustentável e humana”, destaca o prefeito Zito Barbosa.

A área de placas instaladas corresponde a quase dois hectares, o que consolida o projeto como o maior de instalação de energia renovável realizado por um ente público do Brasil, no momento. Além das seis escolas que já estão como sistema implantado, o Colégio Eurides Sant’Anna, Creche São Francisco, Escola Municipal Itarajú Queiroz, Escola da Santa Luzia e Escola Professor José Agostinho Porto estão recebendo os painéis fotovoltaicos, instalações de cabos e receptores para distribuir e armazenar energia nas salas de aulas, sistema de climatização e iluminação.

Comente aqui!


Atenção!
Você é responsável pelo seu comentário.
Obrigado.
EmoticonEmoticon