sábado, 6 de fevereiro de 2021

Barreiras integra municípios que poderão aderir ao Serviço de Inspeção Consorciado (SIC)


Com o objetivo de extinguir a clandestinidade na produção e comercialização de produtos de origem animal e garantir a pequenos produtores apoio necessário para colocar no mercado regional itens seguros para o consumo, secretários de agricultura de dez municípios participaram nesta sexta-feira (5), de uma reunião do Consórcio Multifinalitário do Oeste da Bahia (Consid). A iniciativa visa implantar nos municípios que integram o Consid, o Serviço de Inspeção Consorciado (SIC) Oeste.

Na prática o serviço dará suporte aos pequenos produtores de gêneros de origem animal, como carne, leite, queijos, mel, ovos, peixes, entre outros, que atuam informalmente, para se organizarem, obedecendo aos padrões e normas sanitárias. Os municípios farão um levantamento prévio das atividades de agroindústria existentes e alimentarão um banco de dados único. Com um cadastro robusto, a equipe do Consid, composta por profissionais como veterinários e engenheiros agrônomos garantirá assistência técnica adequada aos produtores dos municípios.

Com a supervisão necessária e a adoção de práticas adequadas ao consumo e comercialização, os produtos poderão ser lançados ao mercado regional. “A partir do momento em que nós tivermos o SIC consorciado, os municípios que não aderirem sentirão a necessidade de se regularizar, vender seus produtos e, consequentemente, oportunizar renda para o pequeno produtor, tirando ele da clandestinidade, aumentando o seu lucro e gerando novos empregos”, disse o vice-prefeito Emerson Cardoso, ao participar do encontro.

Para aderir ao SIC Oeste os municípios terão que cumprir um plano de trabalho composto por levantamento do potencial de agroindústria existente e aprovação de leis e decretos que os torne aptos a participar da inspeção consorciada. Ao integrar o consórcio, será formalizado um contrato de rateio entre os municípios participantes, com valores proporcionais ao número de habitantes. Estes valores cobrirão os custos com equipe técnica, sistema integrado de informação e dados e ainda, do laboratório para análise de água e alimentos.

Reuniões semanais serão realizadas, sempre às sextas-feiras, para planejar as etapas e orientar secretários e equipes dos passos necessários para a formalização do sistema integrado. “Entendemos ser de grande importância capacitar os pequenos produtores dos municípios do Oeste a produzir e comercializar de forma a garantir a segurança alimentar da população. A união dos municípios, além de diluir custos, dará mais força à produção regional, com vista ao mercado nacional, inclusive”, destacou o secretário de agricultura, José Marques.

Participaram do encontro ainda o coordenador da vigilância sanitária Canuto Ayres Júnior e o subsecretário de Indústria, Comércio e Serviços, Roberto Carvalho. A reunião foi conduzida pelo médico veterinário que compõe a equipe do Consid, Cleber Andrade.

Dircom/PMB

Comente aqui!


Atenção!
Você é responsável pelo seu comentário.
Obrigado.
EmoticonEmoticon