segunda-feira, 8 de junho de 2020

Estudantes baianos vão às compras com a segunda parcela do vale-alimentação


O Governo do Estado liberou, nesta segunda-feira (8), a segunda parcela do Programa Vale-alimentação estudantil, que foi implantado devido à suspensão das aulas por causa da pandemia do novo Coronavírus. São mais R$ 44 milhões, que somados aos recursos da primeira parcela, somam R$ 88 milhões destinados à segurança alimentar dos cerca de 800 mil estudantes matriculados na rede estadual de ensino. O benefício é de R$ 55 por estudante. Nesta etapa, todos estudantes matriculados na rede estadual farão as compras com o cartão vale-alimentação em qualquer um dos 18 mil estabelecimentos que aceitem a bandeira Alelo nos 417 municípios, distritos e povoados da Bahia.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, falou sobre o acesso ao benefício. “Iniciamos hoje o pagamento da segunda parcela no valor de R$ 55 por estudante. E aqueles que, por acaso, não receberam no mês passado e já acessaram o cartão, receberão duas parcelas, ou seja, o valor de R$ 110. Fizemos um grande mutirão nas escolas e com os Núcleos Territoriais e parcerias com as prefeituras, a Polícia Militar e os próprios estudantes, que nos ajudaram na entrega dos cartões”, afirmou o secretário, ao solicitar que sejam seguidas as normas de segurança por causa da pandemia. “Pedimos aos estudantes e seus responsáveis que evitem aglomerações no ato da compra, que se planejem para ir ao mercado, que mantenha o distanciamento mínimo entre as pessoas, que usem máscaras e álcool em gel”, acrescentou.

O cartão vale-estudantil é destinado, exclusivamente, para a compra de gêneros alimentícios, como feijão, arroz, macarrão, carne, frango, frutas, verduras, café e leite, sendo que a aquisição dos alimentos é de livre escolha dos estudantes.


SECOM/BA

Deixe aqui o seu comentário!


Atenção! Você responsável pelo seu comentário.
EmoticonEmoticon

Vamos Produzir?

Curta a página Hailton Pereira no Facebook!


Clique no botão CURTIR.