quinta-feira, 7 de maio de 2020

Deputado Antonio Henrique Júnior quer homenagear Aleixo Belov


O deputado Antonio Henrique Jr. (PP) deu entrada, no Legislativo estadual, em projeto de resolução para que a Casa conceda o Título de Cidadão Baiano ao empresário, engenheiro, navegador e escritor ucraniano Alexey Dimitrievitch Belov, conhecido como Aleixo Belov. Caso aprovada, a honraria será entregue em sessão especial, em data e horário a serem estabelecidos pela Mesa Diretora da Assembleia.

  “Pelo empreendedorismo, consciência social, dedicação e amor a Bahia e ao seu mar, torna-se justo e merecido a concessão do Título Honorífico de Cidadão Baiano a Aleixo Belov”, escreveu o parlamentar no documento, onde anota dados biográficos do autor nascido em Merefa, em 9 de janeiro de 1943.

Filho de Zinaida Belov e Dimitri Belov, Alexey imigrou com os pais para o Brasil aos seis anos de idade. “Casado com a advogada Lygia e pai de cinco filhos Marúcia, Mariana, Lara, Alanae e Alexey e avô de três netos, Alexey tem uma trajetória de vida repleta de aventuras, desafios e, acima de tudo, muita superação. Empresário de sucesso, proprietário da empresa Belov Engenharia, é responsável pela geração de centenas de empregos, principalmente no estaleiro de Mapele, na Região Metropolita de Salvador”, afirma o deputado.

  Antonio Henrique retrata-o ainda como ‘amante do mar’, já que o ex-professor de engenharia civil da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia foi o primeiro velejador brasileiro a completar uma volta ao mundo, solitário, em um barco à vela. “Feito que lhe rendeu o diploma da Marinha do Brasil, pelo ineditismo. Ao todo, Aleixo Belov realizou cinco viagens ao redor do mundo e, em algumas delas, acompanhado de jovens alunos biólogos, engenheiros, cineastas e aprendizes”, acrescentou o parlamentar.

  O progressista também registrou a obra de Alexey, como os livros “A Volta ao Mundo em Solitário” e “Alaska – muito além da linha do horizonte”, onde “traz sempre a narrativa de suas aventuras e reflexões”; e ressaltou o recente lançamento, em março desse ano, da Fundação Aleixo Belov, que funcionará em Salvador como um centro de estudos, pesquisa, fomento e discussão de temas ligados ao mar. Também é aguardada, conta Antonio Henrique Jr., o museu Aleixo Belov, “onde será exposto todo seu acervo, incluído o barco Três Marias, com o qual ele por três vezes deu a volta ao mundo”. 


Assembléia Legislativa da Bahia

Deixe aqui o seu comentário!


Atenção! Você responsável pelo seu comentário.
EmoticonEmoticon

Vamos Produzir?

Curta a página Hailton Pereira no Facebook!


Clique no botão CURTIR.