sábado, 25 de abril de 2020

Governo do Estado amplia locais para testes da Covid-19 e equipa mais 5 cidades


O governo da Bahia está equipando mais cinco cidades do interior baiano epara realizar testes da Covid-19. Porto Seguro, Guanambi e mais uma cidade a definir vão receber as máquinas capazes de realizar a tarefa. Vitória da Conquista e Barreiras já têm máquinas, que estão sendo atualizadas com o protocolo do Ministério da Saúde para fazer a testagem. Já em Barreiras, os testes serão realizados em parceria com a Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB).

Segundo a secretaria de Saúde do Estado, os municípios que demoravam até sete dias para receber os resultados poderão obtê-los em até 48h. Técnicos de todos esses municípios estão sendo treinados no Laboratório Central da Secretaria da Saúde do Estado, em Salvador.

O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, explicou que, com essa iniciativa, as ações de saúde pública poderão ser tomadas ainda mais rapidamente. “O Lacen, em Salvador, já vem fazendo um grande número de testes e dando respostas rápidas. Com essa descentralização, a agilidade será ainda maior, possibilitando que todas as medidas em relação aos pacientes e contactantes sejam ainda ágeis. É uma importante ação no combate ao novo coronavírus”, disse.

Segundo a diretora-geral do Lacen, Arabela Leal, para a descentralização, a Secretaria da Saúde está fazendo cessão de uso de três equipamentos de PCR rápido. “Não se pode confundir com testes rápidos. São máquinas capazes de processar até 12 testes de uma só vez. Na máquina de Vitória da Conquista e na nossa aqui em Salvador, nós conseguimos fazer mais de 90 testes de uma só vez”, comentou.

Arabela informa que duas máquinas chegarão na próxima semana, quando Vitória da Conquista também já deverá estar apta a realizar os testes. “Na UFOB, o início será mais demorado, pois eles estão esperando alguns insumos. Em Conquista e na UFOB, serão os mesmos testes feitos no Lacen Salvador. Nos outros três municípios, serão PCR rápidos. A diferença é que esse PCR rápido realiza uma quantidade menor de pacientes. No PCR tradicional, podemos fazer até mais 90 pacientes por vez. O outro faz 12, não é para grande volume”.

A coordenadora técnica do Núcleo Regional de Saúde do Sudoeste, Karoline Rebouças, informa que o Lacen de Vitória da Conquista é fruto de uma parceria entre Estado e Município. “O Governo do Estado sugeriu descentralizar a testagem da Covid-19. Como Conquista já realizava a testagem de HIV em uma máquina que faz também a testagem da Covid-19, o município foi contemplado”.


BAHIA NOTICIA

Deixe aqui o seu comentário!


Atenção! Você responsável pelo seu comentário.
EmoticonEmoticon

Vamos Produzir?

Curta a página Hailton Pereira no Facebook!


Clique no botão CURTIR.