domingo, 8 de março de 2020

Ministério volta a cogitar restrição de abono a quem ganha um salário mínimo


A equipe do Ministério da Economia voltou a avaliar a possibilidade de restringir o abono salarial a trabalhadores que recebem um salário mínimo. Atualmente, o benefício é para quem recebe até dois salários.

Segundo a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o argumento agora é de que o abono não atinge os mais pobres por ser pago a empregados com carteira assinada. Com a mudança, a economia prevista é de R$ 20 bilhões em 10 anos e o governo pretende usar esse montante em outras ações sociais.

De acordo com a publicação, uma das hipóteses é custear um novo programa voltado aos mais pobres, de forma que ele fosse a marca do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na área. Outra parte desse dinheiro iria para o Fundeb.

Vale lembrar que essa revisão já havia sido proposta na reforma da Previdência, mas caiu quando a matéria chegou ao Senado.

BAHIA NOTICIA

Deixe aqui o seu comentário!


Atenção! Você responsável pelo seu comentário.
EmoticonEmoticon

Vamos Produzir?

Curta a página Hailton Pereira no Facebook!


Clique no botão CURTIR.