BLOG HAILTON PEREIRA NO FACEBOOK


quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Semmarh e Inema realizam fiscalização conjunta na localidade de Pintada e região


Após reunião de planejamento nesta segunda-feira (10/02), em Barreiras, os técnicos da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semmarh) de Formosa do Rio Preto e do Inema realizaram fiscalização conjunta nesta terça (11/02), no vale e na serra na localidade da Pintada, nos Gerais, zona rural de Formosa do Rio Preto.
O objetivo foi verificar in loco as causas e consequências do desastre ambiental ocorrido na última quinta-feira (06/02). Os técnicos vistoriaram as voçorocas por um trecho de, aproximadamente, 3 km. A enxurrada iniciou na área agricultável da região da Canabrava ganhando volume e velocidade, provocando uma cascata de lama que desceu pela serra atingindo o brejo da Pintada. Parte dos sedimentos ficaram no brejo e o restante junto com a água seguiu para o Rio Preto, o que ocasionou a turbidez acentuada e cor avermelhada ao curso d'água, na semana passada.
Conversando com moradores da região, os profissionais confirmaram também que a turbidez da água partia daquele ponto, nas localidades acima, como Furtuoso, a água não apresentou a cor avermelhada.
A fazenda mais próxima da escarpa da serra da Pintada possui área de supressão de vegetação dentro do limite estipulado por lei, com cerca de 500 metros conservados de vegetação nativa.
Observou-se que a origem da percolação da água teve início a cerca de 10 km do local onde o volume convergiu em cascata descendo pela escarpa da serra.

Desdobramentos: Verificou-se que um dos proprietários já está tomando, espontaneamente, algumas medidas para prevenir novos incidentes.
Já foram abertos processos administrativos para notificar os agricultores e moradores da região para que as ações preventivas e de recuperação da área degradada sejam providenciadas. Os proprietários que não tomaram as medidas de conservação do solo exigida na APE (licenciamento ambiental) serão autuados por infringir a licença.
A conclusão do processo administrativo será encaminhada para o Ministério Público para que sejam tomadas as medidas cabíveis. Para mais informações, entre em contato com a equipe da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos.









Texto e Fotos: Divulgação/Ascom da Prefeitura de Formosa do Rio Preto

Deixe aqui o seu comentário!
EmoticonEmoticon

BLOG HAILTON PEREIRA NO FACEBOOK





Vamos Produzir?