sábado, 8 de fevereiro de 2020

Mais de 258 mil carteirinhas estudantis digitais do governo devem ser invalidadas


Uma das apostas do Ministério da Educação no ano passado, a proposta da carteira de estudante digital dá sinais de que não será aprovada pelo Congresso. A medida provisória 895 caduca no dia 16 deste mês, já na próxima semana.

Como os parlamentares só realizam votações importantes às terças e quartas, MP precisaria de total atenção durante esses dois dias para ser salva. O projeto é visto como uma retaliação a movimentos estudantis, que criticam o governo e têm a confecção de carteirinhas como uma das principais fontes de renda.

Agora, o titular do MEC, Abraham Weintraub, vai testar sua força entre os deputados e senadores. Na última semana e nesta, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), teceu duras críticas ao ministro, ao chamá-lo de ‘desastre’, afirmar que ele ‘atrapalha o Brasil’ e, dias após, acusá-lo de ‘representar a bandeira do ódio’.

Caso a MP passe da validade sem ser aprovada, os mais de 258 mil documentos digitais emitidos até o momento, de acordo com site do governo, passam a não ter amparo legal.
METRO 1

Deixe aqui o seu comentário!
EmoticonEmoticon

Curta nossa página no Facebook!

Vamos Produzir?