sábado, 8 de fevereiro de 2020

Guedes compara servidores a parasitas ao defender reformas econômicas


O ministro da Economia, Paulo Guedes, comparou, nesta sexta-feira (7/2), os servidores públicos a "parasitas", ao defender as reformas que alteram as regras do funcionalismo público. Ele alegou que, mesmo com a crise fiscal brasileira, os servidores continuam reivindicando reajustes.

"O funcionalismo teve aumento de 50% acima da inflação. Tem estabilidade de emprego, tem aposentadoria generosa, tem tudo. O hospedeiro está morrendo, o cara virou um parasita. Dinheiro não chega no povo e ele quer aumento automático. Não dá mais", afirmou Guedes, que participava de um seminário promovido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro.

Guedes foi aplaudido e continuou dizendo que a população não aceita mais essa situação. Ele citou, então, uma pesquisa do Datafolha segundo a qual 88% dos brasileiros são a favor da demissão de servidores por baixo desempenho. "São a favor da demissão do funcionalismo público, da reforma administrativa. Estão na frente da gente", disse.

Após repercussão negativa, o ministro emitiu nota na qual afirmou reconhecer o valor dos servidores e disse que sua fala foi "tirada de contexto".

Correio Braziliense

Deixe aqui o seu comentário!


Atenção! Você responsável pelo seu comentário.
EmoticonEmoticon

Vamos Produzir?

Curta a página Hailton Pereira no Facebook!


Clique no botão CURTIR.