quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Secretaria de Saúde intensifica ações contra o barbeiro em Barreiras e alerta população sobre cuidados








A Secretaria de Saúde de Barreiras, através do Centro de Controle de Zoonoses, vem intensificando as ações de combate ao inseto transmissor da Doença de Chagas, o barbeiro. Na área da ocorrência no Loteamento São Paulo, foi realizada uma busca ativa pelas equipes do Zoonoses e encontrados insetos em quatro casas, porém, após exames, a constatação é de que não estavam contaminados. Como a principal suspeita de proliferação do barbeiro na área é a grande incidência de pombos, a coordenação do Zoonoses lança um alerta e faz um apelo à população.

“É fundamental que a população se una no combate ao transmissor da Doença de Chagas. No caso específico do Loteamento São Paulo, não encontramos criação de galinhas ou entulhos nos terrenos – que podem atrair o inseto – porém, há muitos pombos e estes pássaros servem de vetores do barbeiro pois levam o inseto na asa”, explica o coordenador do Zoonoses, Dorimar Almeida. Ele pede as pessoas para que não alimentem os pombos para evitar que o problema se agrave.

Para eliminar possíveis focos e como parte do trabalho de combate ao barbeiro, nesta quarta-feira (29), foi iniciada a borrifação nas residências na área diagnosticada, no Loteamento São Paulo. A casa do farmacêutico José Palmeira da Silva Neto foi uma das visitadas pelas equipes. “Encontrei o barbeiro por três vezes, fui até a Dires (Núcleo Regional de Saúde Oeste) levei o inseto para análise e fiz o alerta. Agora, com o trabalho do Zoonoses esperamos que a situação se normalize”, disse.

Após seis meses uma nova busca ativa se repetirá para saber se houve o surgimento de novos casos. Além do trabalho ininterrupto de combate ao barbeiro na zona rural e urbana, sob responsabilidade do Zoonoses, no Centro de Saúde Leonídia Ayres a Secretaria de Saúde mantém o ‘Programa de Chagas’ que realizada diagnóstico e acompanhamento de pacientes portadores da doença.

Doença de Chagas - Doença causada pelo protozoário parasita Trypanosoma cruzi que é transmitido pelas fezes de um inseto (triatoma) conhecido como barbeiro. O inseto tem hábitos noturnos, vive nas frestas das casas de pau-a-pique, ninhos de pássaros, tocas de animais, casca de troncos de árvores e embaixo de pedras. A doença de Chagas não é transmitida ao ser humano diretamente pela picada do inseto, que se infecta com o parasita quando suga o sangue de um animal contaminado (gambás ou pequenos roedores). A transmissão ocorre quando a pessoa coça o local da picada e as fezes eliminadas pelo barbeiro penetram pelo orifício que ali deixou.

Deixe aqui o seu comentário!
EmoticonEmoticon

Curta nossa página no Facebook!

Vamos Produzir?