segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Movimento "Mães pela Diversidade" chega ao Oeste Baiano



A associação Mães pela Diversidade, de âmbito nacional, aterrissou em Luís Eduardo Magalhães/BA, trazendo um importante movimento que tem como objetivo acolher e aconselhar famílias que possuem filhxs LGBTQI+, colaborando para a aceitação desses filhxs dentro de suas famílias e na sociedade, além da luta no sentido de combater o preconceito e à intolerância. Formado por mães e pais de filhxs da comunidade LGBTQI+, o movimento criado em 2014 em São Paulo já está presente em 22 estados e agora, também possui representação no Oeste da Bahia.


A reunião para apresentação e fundação do coletivo nesta cidade, ocorreu no dia 17 deste mês, e contou com a presença da coordenadora do Mães pela Diversidade do nordeste, Gi Carvalho, além de performance teatral e coffee break, introduzindo formalmente a associação que abarcará todo o Oeste do estado. No encontro, foram discutidos os objetivos, os princípios e a estrutura da associação, que visa gerar uma grande mudança na cultura ainda predominantemente transhomofóbica gerada principalmente pela falta de informação e conscientização do que é, e pelo que luta a LGBTQI+.

O Mães pela Diversidade incentiva que as famílias de pessoas LGBTQI+, além do respeito e aceitação, cultivem o hábito de defender, lutar e militar por seus filhxs e/ou familiares, uma vez que o primeiro refúgio de alguém sempre será sua própria casa, e quando a mudança começa de dentro para fora, a tendência é de que a luta se torne mais forte e mais sólida, gerando confiança perante uma sociedade que insiste em oprimir aqueles que “saem do armário”. Uma vez a comunidade fortalecida, a luta por liberdade e direitos tende a avançar cada vez mais e regredir cada vez menos, dificultando que tudo que já fora conquistado caia por terra, voltando à estaca zero.

E buscando esses avanços, neste dia 25 fora realizada a primeira reunião ordinária do Mães pela Diversidade do oeste da Bahia, contando com a presença da coordenadora Érika Sales, da assessora de eventos Amanda Garcia, da assessora de comunicação Isa Schardong e da coordenadora Melyssa Chaves, onde foram discutidas quais serão as primeiras ações do movimento, como a expansão do Mães para as cidades além Luís Eduardo, ações de fortalecimento e engajamento político, além de táticas de ativismo para inibir reproduções de afirmações homofóbicas, machistas e misóginas em ambiente familiar, social ou acadêmico.

Neste sentido, a associação Mães pela Diversidade incentiva e convida a sociedade Luiseduardense tanto a conhecer e se informar sobre o movimento, quanto a fazer parte do mesmo, contribuindo para o crescimento e desenvolvimento dessa luta tão importante no cenário atual em que se encontra nosso país.



Deixe aqui o seu comentário!
EmoticonEmoticon

Uma forma inovadora e segura de pedir seu áudio!

Uma forma inovadora e segura de pedir seu áudio!
Clique no Banner e entre no site e faça o seu cadastro!