terça-feira, 24 de setembro de 2019

Mulheres participam de curso de tratorista agrícola em Luís Eduardo Magalhães


Com o objetivo de inserir as mulheres cada vez mais no setor agrícola, a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e o Núcleo Mulheres do Agro – Oeste da Bahia promoveram até a última sexta-feira (20) o curso de Operação e Manutenção Básica de Trator Agrícola, em Luís Eduardo Magalhães, no Oeste da Bahia. Durante cinco dias, as participantes receberam noções teóricas e práticas sobre o funcionamento do maquinário. A capacitação teve carga horária de 40 horas/aula e focou também nas regras de segurança e aos equipamentos que devem ser utilizados na manutenção e operação do trator agrícola.

Já na área do agronegócio ao atuar como classificadora de grãos, Jaiane Silva, 29, viu no curso a oportunidade de agregar mais um conhecimento na área. “Soube do curso e fiquei curiosa para saber mais como seria. Hoje me sinto preparada para operar um trator agrícola e conseguir uma vaga de trabalho na área”. Para a engenheira agrônoma pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), Bianca Assis, 27, esta experiência ajuda a atualizar o conhecimento prático adquirido ainda na época no estágio na graduação. “O curso é uma forma de ampliar o conhecimento o que pode ser útil para se recolocar no mercado da região de Luís Eduardo Magalhães, onde chegou este ano”, afirma.

Como forma de incentivo às inscritas, as representantes do Núcleo Mulheres do Agro – Oeste da Bahia, as produtoras rurais Renate Busato, Suzana M. Viccini, Renata Kon e Neuza Brugnera, trocaram experiências durante a abertura do curso. “Cada dia mais as mulheres estão ocupando funções dentro do setor agrícola. Nada que impeça uma mulher de operar um trator agrícola, inclusive valorizando aspectos e características ligadas à mulher, como a atenção, a observação e a flexibilidade, que podem ser úteis na operação destas máquinas, que hoje dependem mais da habilidade com a tecnologia do que da força física", afirma uma das líderes do Núcleo, Suzana M. Viccini.

Ainda segundo Viccini, "é muito importante este incentivo por meio do curso da Abapa para romper essa barreira inicial. Mesmo para as profissionais que atuam em funções administrativas ou gerenciais das fazendas, o curso é muito válido porque demonstra o conhecimento de uma máquina fundamental para o desenvolvimento e crescimento do negócio que estamos diretamente inseridas”. Para o diretor-executivo da Abapa, Lidervan Morais, a entidade vem proporcionando mais cursos específicos para as mulheres, afim de que estas possuam capacitações cada vez mais ligadas ao campo e à nossa realidade local. “Acreditamos que, neste primeiro momento, a ação possa incentivar que mais mulheres se inscrevam ao se sentirem mais confortáveis em um treinamento só para elas”, afirma.

Inscrições abertas - Ainda no cronograma de atividades para as mulheres, terá início nesta quinta-feira (26), o curso de Operação e Manutenção Básica de Empilhadeira à Combustão, cujas inscrições ainda estão abertas e podem ser realizadas presencialmente no Centro de Treinamento da Abapa –Parceiros da Tecnologia, localizado no Complexo Bahia Farm Show, das 8h às 12h, e das 13h30 às 17h30; por e-mail ct3@abapa.com.br, ou pelo telefone (77) 9.9829-9092.





Assessoria de Imprensa Abapa

Deixe aqui o seu comentário!
EmoticonEmoticon