terça-feira, 24 de setembro de 2019

Com ajuda de produtores rurais, Grupo Espírita União e Amor amplia sua sede


No solo fértil do oeste da Bahia brotam grãos, fibra e também solidariedade. Os agricultores da região cultivam não só a terra, mas a generosidade, dando a sua contribuição para quem verdadeiramente precisa. E foi graças às doações da categoria que o Grupo Espírita União e Amor, em Santa Maria da Vitória, conseguiu ampliar seu espaço e, consequentemente, o seu atendimento. Esta é a segunda vez que a instituição é beneficiada com recursos do Fundo para o Desenvolvimento Integrado e Sustentável da Bahia (Fundesis) – mecanismo mantido pelo agricultor baiano e que tem promovido uma verdadeira transformação social na região.

Na última sexta-feira (20), o Grupo inaugurou o primeiro pavimento da sua sede. Para tanto, o Fundesis aportou R$ 50 mil, utilizados na construção de quatro salas destinadas à profissionalização dos jovens atendidos pela entidade. Além de proporcionar mais conforto e bem-estar, o novo espaço vai permitir aumentar também o número de famílias atendidas.

“Somos gratos a todos que contribuíram para chegarmos onde estamos, mas a nossa gratidão maior vai aos produtores rurais, pois sem eles nada disso existiria. Rogo a Deus para que abençoe os agricultores, que preocupam com a natureza e com a vida das outras pessoas. Se hoje atendemos em um lugar digno e seguro devemos a essa categoria, pois antes da ajuda do Fundesis funcionávamos em uma sede cujas paredes tinham rachaduras que anunciavam uma tragédia a qualquer momento. Quando chovia, ficávamos todos em um cantinho, porque as goteiras molhavam tudo aqui dentro. Aí, o produtor rural, por meio do Fundesis, nos ajudou a reformar e agora a ampliar. A palavra de ordem é gratidão”, disse a ex-presidente do Grupo Espírita, Rita Morais.

Segundo ela, a unidade acolhe mais de 30 famílias em situação de vulnerabilidade, destinando atendimento psicológico, odontológico, jurídico, clínico, além da evangelização e distribuição de cestas básicas.

Para o produtor rural Renan Dernadin, doador do Fundesis, é um grande orgulho poder contribuir com a transformação social da região onde vive. “Isso mostra o quanto o produtor se preocupa com o que acontece da sua porteira para fora. É muito gratificante ver a destinação correta e responsável da sua doação, mas devo dizer que tão importante quanto doar dinheiro é doar tempo, amor e carinho. Por isso, todos os voluntários desta Casa estão de parabéns, por doar o que tem de mais nobre no ser humano. Vocês são a luz desse mundo que tem se tornado tão escuro”, pontua.

A coordenadora do Fundesis, Makena Thomé, demonstrou alegria em participar do evento. “É um momento grandioso para todos, principalmente para o produtor rural, que tem a certeza de ter a sua contribuição aplicada corretamente, pois a instituição social recebe o recurso, e este vai para além da construção, resultando na inclusão de pessoas à cidadania, transmitindo valores, ética, respeito, amor e união”, disse, ao destacar uma frase do presidente Celestino Zanella: “O Fundesis tem efeito multiplicador”, explicando que, no caso do Grupo Espírita, a multiplicação é de amor e valorização ao próximo.

Presente na inauguração, o gerente do BNB de Correntina, Ronaldo Oliveira, ressaltou que ao assumir a agência percebeu que o município não conseguia angariar doações. “Isso me incomodava muito e após um intenso trabalho de conscientização, hoje a agência de Correntina é uma das que mais contribui com o Fundesis”, destacou.

O Fundo é o resultado da união dos agricultores associados à Aiba e do Banco do Nordeste. Os produtores, ao fazerem uma operação de custeio junto ao Banco, destinam uma pequena parcela para o Fundo. No último edital conseguimos um montante expressivo, de R$ 1,2 milhão. Em quase 13 anos de existência, o Fundesis já investiu mais de R$ 4,7 milhões em 124 projetos sociais, de 13 municípios da região. Costumo definir o Fundo como uma semente do bem, com efeito multiplicador.

Qualquer pessoa pode contribuir com o Fundo. Basta procurar uma agência do BNB ou a coordenação do Fundesis, na sede da Aiba. Os interessados em fazer parte desta corrente do bem pode entrar em contato através do telefone (77) 3613-8026.




Ascom Aiba

Deixe aqui o seu comentário!
EmoticonEmoticon