Eleição do Sindsemb terá chapa única



A Comissão Eleitoral formada por servidores municipais e responsável pelo processo eleitoral para eleição da Diretoria do Sindsemb, Quadriênio 2019-2023, no uso de suas atribuições, homologou nesta terça-feira, 04 de junho, o registro de candidatura da chapa ‘ Somos Servidores, Somos Sindsemb´. Com chapa única, o processo eleitoral foi finalizado e a ata de proclamação da nova diretoria será assinada nesta sexta-feira, 07 de junho, na sede do sindicato.

O processo eleitoral do Sindsemb foi iniciado no dia 10 de maio com a formação da comissão eleitoral, logo após, foi publicado nos jornais de circulação, redes sociais e no portal www.sindsemb.com, o Edital de Convocação para eleição da diretoria. Os candidatos tiveram a oportunidade de registrar entre os dias 20 a 23 a chapa para concorrer, mas só houve o registro da chapa ‘ Somos Servidores, Somos Sindsemb’ encabeçada pela presidente Carmélia da Mata, e a comissão eleitoral prorrogou o prazo de inscrição por 10 dias corridos. Finalizado o prazo, em reunião a comissão eleitoral deliberou pelo encerramento do prazo registro de chapas.

Segundo a presidente da Comissão Eleitoral, servidora Maria Madalena de Souza Matos Torres, todo o processo eleitoral ocorreu dentro da normalidade, obedecendo aos critérios estabelecidos pelo estatuto social e regulamento das eleições. A comissão eleitoral foi formada pelos servidores Maria Madalena de Souza Matos Torres (presidente) e os membros: Antonio Luiz de Moraes Pedroza, Leonora Helena Larré Pombo, José Crisostomo Carvalho Bulhões e os assessores jurídicos Angela Ribeiro e Michelle Sell, que diariamente se revezaram no Sindsemb para acompanhar, aguardar inscrição de chapa e dirimir dúvidas.

“O processo eleitoral do Sindsemb foi muito tranquilo, prezando sempre pelo cumprimento do regulamento, cumprindo as datas e dando publicidade ao ato. Estivemos aqui, desde o dia 10 de maio, revezando e acompanhando passo a passo todos os trâmites, e finalizamos hoje, dia 04 de junho, com a certeza que realmente foi um processo com legibilidade, transparência e democracia, tudo isso prezando pelos interesses da categoria”, disse a presidente da comissão eleitoral, Madalena Matos.

COMPARTILHAR
Anterior
Proxima