sexta-feira, 5 de abril de 2019

Prefeito Zito Barbosa sanciona lei da Semana da Consciência Negra em Barreiras



O prefeito Zito Barbosa sancionou a Lei nº 1.319, de 12 de fevereiro de 2019, publicada no Diário Oficial nº 2913 de 18 de março, que institui a Semana da Consciência Negra em Barreiras. A partir de agora, a Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer realizará ações educativas sobre a situação socioeconômica da população negra e de valorização da história e da cultura afro-brasileira, que deverão ser realizadas anualmente de 20 a 26 de novembro.

O projeto de lei é de autoria do vereador César da Vila, que busca ampliar nas escolas municipais as atividades, discussões e resgate à importância social, histórica e cultural do negro na formação do Brasil, além de despertar nos estudantes o interesse de pesquisa sobre as comunidades quilombolas existente no município.

A secretária de educação, Cátia Alencar citou que já existe uma programação no mês de novembro nas escolas, nas praças públicas e biblioteca voltada para a valorização da cultura negra e superação das desigualdades, além do apoio na realização da SECONBA e ExpoAfro.

“Desde que assumimos em 2017, temos ampliado a discussão do papel da educação no processo de construção de identidades positivas para o povo negro e indígena, bem como, para a transformação da realidade social destes grupos. Incentivamos palestras nas escolas, colocamos a disposição os equipamentos públicos para eventos na biblioteca, praças e centro cultural, que recebem o SECONBA e a ExpoAfro. A partir de agora, poderemos ampliar ainda mais os debates de políticas públicas, distribuição de materiais informativos e envolvimento de toda comunidade escolar na Semana da Consciência Negra”, disse a secretária.

Dia Nacional da Consciência Negra

Comemorado em todo o país, 20 de novembro é o “Dia Nacional da Consciência Negra” em homenagem ao herói nacional negro Zumbi assassinado em 1695. Escravo, foi líder do Quilombo dos Palmares, em Alagoas, e até hoje simboliza a luta e resistência dos negros contra todos os tipos de discriminação e preconceito.

Sua história é relembrada, e reforça a importância de reflexões sobre a população negra na história, sua cultura e gastronomia, além da contribuição no desenvolvimento da identidade brasileira.

Deixe aqui o seu comentário!
EmoticonEmoticon