Barreiras: Programa Vale Produtivo será estendido a produtores da Região do Rio de Janeiro


Uma experiência que deu certo e que pode representar a mudança de vida de produtores que vivem na região do Rio de Janeiro, zona rural de Barreiras, foi apresentada, na última sexta-feira (12), pelos representantes da associação de agricultores, ao prefeito Zito Barbosa, secretário de agricultura, José Marques, secretário de Indústria Comércio e Serviços, Carlos Costa, o vereador Otoniel Teixeira, e representantes da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Sebrae e Banco do Nordeste do Brasil (BNB). Trata-se de um experimento com plantio de milho que garantiu resultados acima da média, em produtividade.

Com o apoio da Aiba, os produtores plantaram uma área experimental de milho, utilizando sementes selecionadas e técnicas específicas. Na colheita, a feliz comprovação: a antiga média de 15 sacas/hectare saltou, para impressionantes 100 sacas/hectare, em algumas lavouras. O resultado empolgou os produtores que agora, querem firmar parceria com as entidades presentes na reunião, para aumentar a área cultivada. A Prefeitura já se comprometeu em apoiar a iniciativa, por meio do Programa Vale Produtivo.

“Vamos entrar com o preparo do solo, correção com calcário e suporte técnico. A ideia é que esses produtores se tornem independentes e haja a melhora no processo do plantio à colheita”, destacou o secretário de Agricultura, José Marques. Segundo ele, o Programa Vale Produtivo que atende comunidades em diversas regiões do Município, com melhoramento do solo, horas máquina e apoio de equipes especializadas, será um importante aliado na empreitada dos agricultores do Rio de Janeiro.

O prefeito Zito Barbosa destacou a importância das parcerias na promoção da melhoria de vida de comunidades rurais de Barreiras. “O que estamos vendo é que onde não se produzia milho, houve um aumento da produtividade, parceiros como Aiba, Abapa, Sebrae e o aporte do Banco do Nordeste financiando os pequenos produtores, será a garantia de uma vida mais digna a estas famílias. Estamos tendo um cuidado especial também com as estradas vicinais para facilitar o transporte de insumos, o tráfego de máquinas e, também o escoamento da produção agrícola da zona rural”, disse.

Outra preocupação da gestão é com a comercialização e o destino dos itens produzidos pelos agricultores de Barreiras. Para isso, a Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços está trabalhando e articulando junto aos compradores, estratégias de melhorar e dinamizar este processo. “O agricultor precisa vender bem os seus produtos, com o apoio do Sebrae, vamos oferecer a eles, informações e ajudá-los a se organizarem com a finalidade de obterem mais lucro durante o processo de venda”, explicou o secretário Carlos Costa.

COMPARTILHAR
Anterior
Proxima