Moro nega relação entre Bolsonaro e mandantes do assassinato de Marielle



O ministro da Justiça, Sérgio Moro, negou qualquer relação entre o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), que completou um ano hoje (14). Em entrevista publicada pelo jornal Valor Econômico, o ex-juiz federal afirmou que há uma movimentação no governo para manter a investigação e a busca pelos nomes do mandantes do crime.

“Primeiro, não existe nenhuma relação entre o presidente e familiares com essas pessoas que cometeram esse crime. Isso sequer é cogitado, não tem nenhuma hipótese nesse sentido. Pelo contrário, o que existe é uma aspiração, tanto do governo federal, como do governo estadual para que os fatos sejam esclarecidos", declarou Moro.

Ainda de acordo com o ministro, há indícios de que os assassinos de Marielle agiram após receberem ordens. “Acredito que essa é uma hipótese probatória bastante provável, e que a investigação não pode ser encerrada antes disso ser confirmado, identificados os mandantes, ou completamente descartada. A impressão que se tem é que existem mandantes", ressaltou.

Metro 1

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.