sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Parceria leva ação de cidadania aos moradores do Aterro Sanitário em Barreiras





Os moradores que residem nas proximidades do Aterro Sanitário de Barreiras receberam na manhã de quinta-feira, 21, a equipe volante do CRAS I da Santa Luzia, profissionais de saúde da UBS – Daniel Bueno, servidores da Defensoria Pública e a equipe do Bolsa família, que levaram informações, atendimentos e serviços sociais até a localidade.

O foco das ações de promoção humana era o atendimento às 38 famílias em situação de vulnerabilidade social, que ainda não possuem cadastro no SUAS e acompanhamento pelos programas sociais. Durante a ação de cidadania foram disponibilizadas a vacinação e regularização da carteirinha, aferição de pressão, verificação de glicemia, pesagem, agilização de documentação pessoal, inclusão e atualização no CadÚnico, Carteira do Idoso, Passe Livre, exames de DNA, orientação sobre pensão alimentícia, orientação do BPC e a distribuição de Kits de higiene bucal.

A coordenadora do CRAS I, Eliana dos Passos, explicou que as famílias já estão sendo acompanhadas pelas equipes da Assistência Social quinzenalmente, e que os serviços levados até a comunidades facilitam o acesso da população aos programas sociais. “Acompanhamos essas famílias do Aterro Sanitário e todas as comunidades da zona rural com a nossa equipe volante do CRAS I, e posteriormente levamos as informações a coordenação do Bolsa Família, para que em conjunto possamos atender toda demanda”, disse a coordenadora.

A secretária de assistência social e trabalho, Karlúcia Macêdo, esteve presente na ação e acompanhou a oferta de serviço às famílias, que receberam instruções de utilização do kit de higiene bucal.

“Foi uma manhã alegre na comunidade, as crianças aprenderam escovação e higiene bucal, foram atendidas pela equipe de assistentes sociais e psicólogas, e mais uma vez conseguimos levar atendimento social e de saúde as famílias. Além de tudo, ainda contamos com a presença da Defensoria Pública, que informou sobre direitos, pensão alimentícia e exames de DNA. O resultado foi positivo e nossas equipes fizeram atualização e cadastramento de famílias, que poderão usufruir dos programas sociais e de toda estrutura que disponibilizamos na Assistência Social”, finalizou a secretária.