Ministério da Saúde anuncia mudança na compra de medicamentos



O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou nesta quarta-feira (27) uma mudança na pasta: será adotada a modalidade de compartilhamento de risco na compra de medicamentos.

Com isso, o governo só vai custear o medicamento se houver melhora do paciente. Atualmente, o tratamento custa ao governo R$ 1,3 milhão por ano.

O spiranza, utilizado no tratamento da doença rara Atrofia Muscular Espinhal, deve ser o primeiro a se encaixar na modalidade, em março.

COMPARTILHAR
Anterior
Proxima