Boletim médico diz que cirurgia de Bolsonaro ocorreu 'sem intercorrências'



O boletim médico do Hospital Albert Einstein aponta que a cirurgia do presidente Jair Bolsonaro durou sete horas e ocorreu "sem intercorrências e sem necessidade de transfusão de sangue".

De acordo com o documento, foi realizada a união do intestino delgado com o intestino grosso. O boletim ainda afirma que Bolsonaro está na Unidade de Terapia Intensiva, mas segue estável, consciente, sem dor e recebe "medidas de suporte clínico, prevenção de infecção e de trombose venosa profunda".

Segundo o porta-voz da Presidência, Coronel Rêgo Barros, o procedimento começou às 8h30 da manhã de hoje e durou até as 15h30. A cirurgia era necessária para retirar a bolsa de colostomia e religar o trânsito intestinal.

O presidente deve se recuperar em dez dias. Bolsonaro vai ficar 48h em repouso a contar do início da cirurgia, período no qual o vice-presidente Hamilton Mourão exerce o cargo de chefe do executivo.

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.