Barreiras: Novos implementos agrícolas reforçam ações do Programa Vale Produtivo




A Prefeitura de Barreiras, por meio da Secretaria de Agricultura e Tecnologia por meio do Programa Vale Produtivo entregou a população três novos implementos agrícolas, duas calcalhadeiras e uma grade aradora, que auxiliarão no suporte ao preparo do solo dos agricultores familiares. Já com uma das calcalhadeiras em plena atividade, a equipe da Secretaria realizou a entrega de 60 toneladas de calcário para mais de 20 produtores da comunidade da Barroca, na tarde dessa quinta-feira (24).

O Programa, que integra o Projeto Desenvolve Barreiras, tem como principal objetivo oferecer apoio e assistência técnica para produtores de alimentos, desde a sua implantação, em 2017. Na primeira etapa, mais de 500 produtores receberam o suporte da patrulha mecanizada, orientações técnicas e mais de 700 toneladas de calcário.

Entre 2018 e início de 2019, mais 600 famílias receberam 1000 toneladas de calcário, além de todo o apoio técnico necessário para produzirem milho, feijão, mandioca, pastagem, hortaliças e frutas, fornecido por engenheiros agrônomos e técnicos agrícolas da Secretaria.

Acompanhado das orientações do diretor do Departamento Agropecuário, Francisco Neto, do subdiretor José Barreto e do coordenador Marisvaldo Batista, o agricultor Fabiano Rodrigues que nasceu e constituiu família na comunidade da Barroca, não escondeu a satisfação na entrega do produto.

“Pela primeira vez recebemos esse auxílio da Prefeitura de Barreiras, planto para consumo familiar mandioca, milho e frutas, e tenho certeza que com essas máquinas que gradeiam o solo e depois com o calcário devidamente colocado farão minha produção triplicar com qualidade, pois muitos aqui na Barroca não têm condições de comprar esse produto”, destacou.

Dividido em quatro eixos, o Programa Vale Produtivo já contemplou produtores de 30 comunidades. Nos eixos Rio de Ondas e Rio de Pedras foram beneficiadas as comunidades de Vereda das Lajes, Mata do Puba, Campoerê, Cajuarana, Capão Redondo e Assentamento Santa Rita II. Já no eixo da BR 242 as comunidades contempladas foram o Acampamento Zequinha Barreto, KM 30, KM 32, Vereda das Lajes, Brejo Redondo e Conquista. No quarto eixo, do Rio Branco, foram as comunidades da Barroca, Palmeira, Nova Vida, Mangabeira, Pedra de Amolar, Val do Teiú, Cabeceira do Sucuriú, Riacho Dantas, São Vicente, Chico Preto, Lamarão, Brinquinho e Retiro.

De acordo com o diretor do Departamento de Agropecuária, algumas plantações já foram colhidas e outras estão em fase de colheita, as terras que são corrigidas com calcário estão aptas a serem cultivadas por pelo menos quatro anos. “Todo o calcário utilizado para correção do solo foi fornecido pela Prefeitura, nesse contato que temos com o produtor são repassadas orientações sobre plantio, cuidados necessários com a lavoura e no momento da colheita”, frisou.


Além de todo apoio ofertado dentro do Programa, a proposta da Prefeitura de Barreiras também se estende a obras de infraestrutura como melhoria das estradas e pontes, para garantir assim, o acesso de máquinas e implementos agrícolas e escoamento da produção, como a ponte na estrada do Rio Branco que interligam as comunidades à estrada principal recuperada na última semana. O Secretário José Marques destaca ainda, que as novas máquinas foram adquiridas com recursos próprios da Prefeitura.

“Estamos felizes pela possibilidade de disponibilizar esses novos implementos adquiridos com recursos próprios do município aos nossos agricultores, o que irá possibilitar mais agilidade e melhor manejo do solo, bem como mais eficiência na aplicação do calcário nas comunidades através do Programa Vale Produtivo. Os agricultores sempre viveram da agricultura de subsistência, com a cultura de plantar para o consumo próprio e agora podem ir além, como fornecer bons produtos para a merenda escolar. A determinação do Perfeito Zito Barbosa é que sigamos dando ao homem do campo a mesma atenção que recebe a população da cidade”, disse o secretário.

Todas as despesas dentro do Programa são arcadas pela Prefeitura, que conta também com parcerias da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), na área técnica e a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (ABAPA), que tem contribuído com a doação de sementes de feijão para Associações nos eixos já trabalhados.



DIRCOM/PMB

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.