quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Prefeitura de Barreiras e produtores rurais intensificam ações de recuperação de nascentes



Uma nascente da comunidade de Barro Vermelho a cerca de 40 km da sede de Barreiras, inserida na Área de Proteção Ambiental (APA) da Bacia do Rio de Janeiro, recebeu nesses últimos dias os trabalhos de recuperação, por equipes da Secretaria de Meio Ambiente e Turismo, Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba). O Vereador Otonel Teixeira e moradores da comunidade também participaram dos trabalhos.

A ação faz parte de um termo de cooperação técnica e administrativa celebrada entre o Município e produtores rurais que tem o objetivo de identificar, mapear e recuperar nascentes localizadas em Barreiras, além de incentivar a preservação e conservação das Áreas de Preservação Permanentes (APP’s) e veredas que protegem a hidrografia, com o apoio do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA).

Para o secretário de Meio Ambiente e Turismo, Demósthenes Júnior o projeto além de realizar a recuperação hidro ambiental da área, desperta a consciência da comunidade envolvida. “A iniciativa visa não somente a restauração das Áreas de Preservação Permanente com a utilização de técnicas como isolamento de nascentes e plantio de espécies nativas, mas também acaba proporcionando um trabalho de educação ambiental com foco na conscientização dos moradores”, disse.

O trabalho realizado no povoado de Barro Vermelho consistiu em aplicações de técnicas de recuperação, preservação e manejo de nascentes, ações de isolamento com construção de cerca para evitar a circulação de animais, principalmente o pisoteio do gado e a regeneração da vegetação, como também o enriquecimento da vegetação com plantio de espécies nativas.

Segundo o coordenador de educação ambiental e sustentabilidade Ronaldo Ursulino nos próximos 20 dias serão recuperadas um total de cinco nascentes na região da APA da Bacia do Rio de Janeiro. “Nesta comunidade de Barro Vermelho estamos recuperando duas nascentes e, depois os trabalhos seguem com a recuperação de uma na Mangabeira e outras duas na comunidade de Riacho Dantas.”