Ministério Público de Goiás pede prisão do médium João de Deus



O Ministério Público de Goiás pediu a prisão do médium João de Deus. De acordo com O Globo, a força-tarefa que investiga as denúncias contra o religioso pediu o encarceramento.

Ele já é acusado por mais de 200 mulheres. Hoje, na primeira aparição após a revelação dos caso, negou que tenha cometido crimes e disse que "o João de Deus ainda está vivo".

COMPARTILHAR
Anterior
Proxima