A Câmara Municipal de Formosa do Rio Preto aprovou no dia 25 de junho o projeto de municipalização do Bolsa Família, de autoria da Prefeitura. O Programa é totalmente custeado pelo município e vai ajudar a complementar a renda das famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade, combatendo a fome, reduzindo as desigualdades e promovendo políticas públicas. É a Prefeitura de Formosa do Rio Preto, cada vez mais trabalhando pela nossa gente.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

LEM: População tem papel fundamental na garantia de uma cidade mais limpa






Luís Eduardo Magalhães tem sofrido com o acúmulo de lixo doméstico que é colocado na rua de forma inadequada. O quadro se complica nesta época do ano, devido às chuvas frequentes. A água arrasta detritos provocando alagamentos em alguns pontos e cheiro desagradável.

Por isso, mais uma vez a prefeitura alerta a população para que o lixo seja colocado na rua no mesmo dia em que passa o caminhão de coleta.
“Se o lixo ficar mais de um dia na rua, ele pode ser estourado por gatos e cachorros em busca de comida, espalhando sujeira nos arredores”, comenta Marciano Pauletti, secretário de Infraestrutura.
“Além disso, é bom que os sacos com lixo sejam colocados em locais fora do alcance desses animais e da água canalizada pela chuva, como em lixeiras apropriadas”, completa o titular da pasta.


Outro problema grave é o descarte de materiais que não se enquadram como lixo doméstico pelas ruas do município. Foram localizados grandes acúmulos de resíduos da construção civil (entulhos), eletrodomésticos, móveis velhos, colchões, materiais perigosos como lâmpadas, vidros e remédios vencidos. Além de trazer riscos para a saúde da população e para o meio ambiente, este tipo de lixo causa enormes transtornos para a comunidade. No caso do entulho a lei é clara e estabelece que a responsabilidade da destinação correta do material é de responsabilidade do proprietário do imóvel.

“Nós insistimos que a população precisa de fato colaborar. Não adiantam reclamações se cada um não fizer a sua parte”, encerrou Marciano Pauletti.