Governo Temer corta Bolsa Atleta pela metade



No último dia útil, o governo Temer (MDB) cortou o programa Bolsa Atleta pela metade. No ano passado, ao ser votado o orçamento para 2018, havia sido feito um corte de orçamento no programa, de R$ 137 milhões para R$ 82 milhões.

A lista de beneficiados foi publicada nesta sexta-feira (28) no Diário Oficial da União, com base nos resultados esportivos de 2017. Na comparação com 2016, o corte é de 58% no número de atletas beneficiados, mas não atinge a elite do esporte brasileiro, que é altamente remunerada.

De acordo com o Olhar Olímpico, o número de beneficiados nos anos anteriores era de cerca de 6 mil atletas. Como as regras não mudaram, em tese, os esportistas mantêm o direito à bolsa agora. Entretanto, metade deles não vai receber o auxílio.

Ainda de acordo com o site, os cortes atingiram os atletas mais jovens devido ao critério usado para a concessão do benefício. A prioridade é dada para os atletas olímpicos/paraolímpicos, depois os campeões mundiais, até chegar nos terceiros colocados de competições de base nos esportes coletivos. Este ano, o dinheiro acabou antes da metade da lista do "Atleta Nacional", de cuja a bolsa é de R$ 925.

COMPARTILHAR
Anterior
Proxima