Gilmar pede vistas e julgamento de habeas corpus de Lula é adiado



O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) pediu vistas e suspendeu a votação do habeas corpus feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Até então, apenas Edson Fachin e Cármen Lúcia haviam se manifestado pela rejeição do pedido na Segunda Turma do STF.

Com isso, o julgamento fica suspenso até que Gilmar apresente o voto. Segundo ele, o voto poderá ser trazido no início do ano que vem. Além dele, restam ainda os votos de Celso de Mello e Ricardo Lewandowski, presidente do colegiado.

A defesa pedia que Lula fosse solto sob pretexto de que houve imparcialidade do ex-juiz federal Sergio Moro. O motivo que desencadeou o pedido foi o convite feito pelo presidente eleito Jair Bolsonaro para que ele aceitasse um cargo no governo em 2019.

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.