Futuro ministro do Meio Ambiente quer redução de multas do Ibama



O futuro ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse nesta segunda-feira (10) que defende a redução de multas aplicadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Ibama).

Em entrevista à Band FM, ele defendeu o fim do que chamou de “ebulição” de multas, porque acredita que muitos autos de infração acabam sendo anulados pela Justiça, de qualquer modo, por algum tipo de inconsistência.

O futuro ministro indicado pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), também se mostrou favorável à modernização da legislação ambiental.

COMPARTILHAR
Anterior
Proxima