Roberto Campos Neto deve comandar Banco Central no governo Bolsonaro



A equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro informou, no início da tarde de hoje (15), que o economista Roberto Campos Neto foi indicado para comandar o Banco Central no novo governo, a partir do ano que vem. Ele é executivo do banco Santander, neto do economista Roberto Campos e tem proximidade com Paulo Guedes, futuro ministro da Economia. As informações são do portal G1.

Campos Neto deverá passar por sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal e pela análise do plenário da Casa. Caso seja aprovado, se tornará o sucessor do atual presidente, Ilan Goldfajn, e passará a ter foro privilegiado, já que o presidente do BC tem "status" de ministro.

Aos 49 anos, Campos Neto é formado em Economia pela Universidade da Califórnia e tem especialização em Economia com ênfase em Finanças. Ele começou a carreira no extinto banco de investimentos Bozano Simonsen, que foi incorporado pelo Santander em 2000.

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.