Presidente da OAB defende que indicações de ministros sejam por competência



O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Claudio Lamachia, emitiu uma nota afirmando que a OAB defende que as indicações para os cargos de ministro de Estado sejam feitas com base na competência técnica e não em critérios de troca de favores políticos, como tem sido nas últimas décadas.

"A lei brasileira é clara ao permitir que integrantes da magistratura e do Ministério Público exerçam a função de ministro de Estado, desde que deixem a carreira na qual ingressaram por concurso público. Espera-se, cabe observar, que todos os integrantes do sistema de Justiça atuem de forma desvinculada de partidos políticos e de ideologias", afirmou o presidente em nota.

Lamachia recomendou também que esses agentes "tenham conduta que reforce o caráter técnico e isento de suas ações no desempenho da função pública".

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.