terça-feira, 13 de novembro de 2018

Moreira Franco critica carga de impostos na conta de luz



O Ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, classificou hoje (13) como “excessiva” a cobrança de impostos na tarifa de energia elétrica.

Para ele, é preciso tornar o estado mais eficiente e menos dependente da cobrança de tributos, como por exemplo, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS).

“É incompreensível alguns estados cobrarem 35%, 36%, de ICMS sobre um bem que é fundamental para as pessoas. A energia precisa ser barata, pois há muita gente que a consome”, disse, ao participar, na sede da Aneel, em Brasília, do lançamento de um aplicativo para ajudar os consumidores a entender melhor as contas de luz.

Ainda para o ministro, é necessário que o país passe por uma reforma fiscal que não implique no aumento de impostos. “Para mudar esta lógica, temos que ter equilíbrio fiscal e respeito às pessoas, cobrando impostos justos, e não exorbitantes”, defendeu.