Governo de Bolsonaro terá que cortar R$ 37 bi em gastos por ano para cumprir teto


Até o final do mandato, o governo de Jair Bolsonaro (PSL) deverá cortar R$ 37,2 bilhões em despesas por ano, para não descumprir a regra do teto de gastos, que proíbe que eles cresçam acima da inflação.

Será preciso gastar R$ 148,8 bilhões a menos em despesas primárias, o equivalente a um corte anual de 0,5% no Produto Interno Bruto (PIB).

Segundo o Estadão, os números já foram discutidos pela atual equipe econômica com o time de Bolsonaro, que pretende reduzir despesas através da diminuição de gastos com subsídios e garantindo a aprovação da reforma da Previdência em 2019, que teria efeito nos três anos seguintes. Também será necessário conter os reajustes salariais dos servidores e revisar a política de correção do salário mínimo a partir de 2020.

A previsão para 2019 é de mais um déficit fiscal, que, se confirmado, será o sexto consecutivo.

COMPARTILHAR
Anterior
Proxima