Estudantes de Agronomia da FASB realizam semana de palestras ‘Agro +’




Com o slogan “O que o agrônomo precisa saber”, o Agro +, evento organizado pelo CREA Jr, do curso de Agronomia da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB), mobilizou estudantes para uma programação repleta de palestras, entre os dias 05 e 09 deste mês, na sede da instituição. Os palestrantes são os próprios alunos, que aceitaram o desafio da organização e produziram pesquisa com os temas: tecnologias no meio rural, uso inteligente de água, Brachiaria para cobertura do solo, alface hidropônica, refúgio produtivo de grãos, conservação de nascentes, reaproveitamento de alimentos, agricultura de precisão, controle biológico e corretivos de solo.


A presidente do CREA Jr da FASB, Andressa Rodrigues, uma das idealizadoras do evento, acredita que iniciativas como essas podem trazer benefícios mútuos, uma vez que os trabalhos são apresentados por estudantes que cursam desde o 2º até o 10º semestre. “Esse evento foi concebido com o intuito de melhorar a interação entre os estudantes que estão iniciando e os que estão concluindo. É uma forma de socializar o conhecimento e melhorar a oratória. Nós sabemos que o mercado exige muito do profissional, então ele deve ter a capacidade de se comunicar e de se apresentar de uma maneira que ganhe a confiança dos seus clientes ou empregadores”, afirmou.


Acássio Alves, estudante do 2º semestre, apresentou os resultados da pesquisa “Conservação de Nascentes”. Ele aproveitou a oportunidade para desafiar a timidez e o fato de ser novo no curso. “Entrei para a faculdade para aprender e produzir, por isso aceitei o convite do CREA Jr para participar desse trabalho, mesmo tendo ficado em dúvida no início, devido à insegurança que a gente tem quando começa o curso. O tema que abordei tem sido muito debatido no meio agrícola, porque a água é fundamental para o futuro do nosso planeta e da nossa profissão, que é Agronomia. Sem água a agropecuária fica impraticável”, disse.


“Temos as atividades da faculdade para fazer, mas é um prazer poder contribuir para o desenvolvimento pessoal e coletivo, tratando de um assunto que nos interessa. Apesar do nervosismo da apresentação, de ter que abrir mão de outra tarefa para produzir slides e organizar o conteúdo, vejo esse trabalho como uma ótima oportunidade de estar socializando o conhecimento. O agrônomo tem que sempre estar ligado ao que acontece ao redor, em contato com colegas que trabalham por perto. É assim que um ajuda o outro e todos acabam ganhando”, comentou Alick Santana, do 6º semestre, que apresentou a pesquisa “Refúgio Produtivo de Culturas de Grãos no Oeste Bahia”.


Araticum Comunicação

COMPARTILHAR
Anterior
Proxima