Estudantes de Barreiras participam do Projeto Cineclube e apreciam o documentário “Do Buriti à Pintada”



Estudantes de Barreiras terão uma semana dedicada ao cinema. A Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, através da Diretoria de Cultura, realiza o Projeto Cineclube nas escolas municipais por meio do Programa Cultura e Arte Por Toda Parte.

Desde 2017, o projeto é realizado nas escolas em benefício e atendimento a Lei nº 10.006/2014, que dentre seus objetivos, destaca-se o incentivo ao público a ver, discutir e refletir sobre cinema, além de subsidiar o projeto “Dia Internacional de Animação”, de grande importância nacional que acontece em todo o país no dia 28 de outubro, o município de Barreiras participará através da Diretoria de Cultura e contará com a parceria da Universidade Federal do Oeste da Bahia - UFOB.

Esse ano, a Diretoria de Cultura com o apoio do Ponto de Cultura Flor do Trovão, levará toda a estrutura do cinema de forma itinerante aos espaços escolares. No dia 24, o filme documentário “Do Buriti à Pintada” será exibido na Escola Municipal da Baraúna, no dia 25, será a vez da Escola Municipal Cleonice Lopes e no dia 26, na Escola Municipal Paulo Freire.

No dia 28, a partir das 19h30, as escolas municipais Valdete Piedade de Holanda e Costa Borges assistirão o documentário na sede do Ponto de Cultura Flor de Trovão e os estudantes poderão dialogar com o diretor baiano, Reizinho, que é natural de Ibotirama.

Segundo a diretora de cultura, essa ação contempla a inclusão do cinema no ambiente escolar e ao final do filme, os professores da disciplina de história farão atividades pedagógicas enfatizando os detalhes trabalhados no documentário.

“Essa ação traz a possibilidade de inclusão e discussão sobre o cinema, focando sempre nas produções brasileiras e regionais. Nós da Diretoria de Cultura, agradecemos a parceria do Ponto de Cultura Flor do Trovão em contribuir com esses momentos de cultura e de promover também a socialização de conhecimento. Esse ano estamos com um documentário representando a história de baianos, tenho certeza, que fará diferença no cotidiano dos estudantes”, destacou Diva Bonfim, diretora municipal de cultura.

O filme documentário “Do Buriti à Pintada” é o registro da passagem de Carlos Lamarca e José Campos Barreto, Zequinha, pelo Buriti Cristalino (Brotas de Macaúbas-BA) até o assassinato de ambos, pela ditadura, no povoado da Pintada. Acontecimento de grande importância para a história do Brasil, ocorridos na Chapada Diamantina e Oeste da Bahia, entre final de 1969 e meados de 1971.

O filme resgata no mesmo cenário do conflito, depoimentos de personagens históricos ainda vivos que tiveram contato direto ou indireto com os protagonistas. Como é baseado em pesquisa acadêmica ainda inédita, 40 anos depois, este filme documentário, torna-se fonte primaria necessária e esclarecedora.

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.