Barreiras participa da formação presencial do Mais Alfabetização em Salvador



Buscando instruir os coordenadores municipais sobre as ações do Programa Mais Alfabetização (PMALFA), a Undime Bahia realizou na última terça-feira, 11, a primeira formação presencial do programa destinada as redes municipais de ensino em todo estado. O encontro aconteceu no auditório da UPB no Centro Administrativo da Bahia em Salvador.

Participaram 307 coordenadores, e Barreiras foi representada pela coordenadora de projetos institucionais, Leise Farias, que acompanhou a formação com objetivo de orientar os atores do programa nas unidades de ensino, além de sanar dúvidas recorrentes ao sistema de monitoramento do MEC e funcionalidade da plataforma virtual.

“É uma outra realidade este contato direto com as pessoas que vêm nos auxiliando, e aqui, durante todo o dia, esclarecemos as dúvidas em tempo real e tivemos oportunidade de aprender na prática com acompanhamento e suporte para a execução do programa, participar das rodas de conversas e trocar experiências com outros coordenadores. Agradecemos a Undime pela oportunidade, a Secretaria de Educação de Barreiras, tem se esforçado para proporcionar capacitação e assegurar melhor desempenho dos programas e ações em nosso município”, comentou Leise.

Na programação, a Undime propôs debate pedagógico sobre as modalidades organizativas, língua portuguesa e matemática do PMALFA, cenário da Bahia e desenvolvimento profissionais dentro do programa. De acordo com Robelia Aragão, coordenadora Undime Bahia, os municípios precisam de apoio, principalmente aqueles que estão com novos coordenadores.

“Temos acompanhado os coordenadores pelas redes sociais, e buscamos tirar as dúvidas que forem surgindo, mas esse encontro presencial é fundamental para ampliarmos o atendimento e entendimento sobre as ações do Mais Alfabetização”, destaca.

Sobre o PMALFA

O Programa Mais Alfabetização foi instituído por meio da Portaria MEC nº 142, de 22 de fevereiro de 2018. É uma estratégia do Ministério da Educação – MEC, que visa fortalecer e apoiar as unidades escolares no processo de alfabetização dos estudantes regularmente matriculados no 1º e 2º ano do ensino fundamental.

O Mais Alfabetização fundamenta-se na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB, Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que determina o desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo como meios básicos o pleno domínio da leitura, da escrita e do cálculo.

O Programa dispõe de bases no reconhecimento de que os estudantes aprendem em ritmos e tempos singulares, e necessitam de acompanhamento diferenciado para superarem os desafios do processo de alfabetização, garantindo a equidade na aprendizagem.

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.