Caminhada e Show de Talentos marcam a luta contra a moradia na rua em Barreiras







Nessa manhã de sexta-feira,17, uma caminhada pelas ruas de Barreiras marcou a programação do Dia Nacional da Luta Contra a Moradia na Rua, celebrado no dia 19 de agosto. A secretária de assistência social e trabalho, Karlúcia Macêdo, a coordenadora Cleomar Senna, o sociólogo Fernando Azevedo e a equipe de apoio do Centro de Referência Especial para População de Rua – Centro POP de Barreiras, acompanhados dos homens e mulheres assistidos pelo programa, caminharam até a Praça Castro Alves, chamando atenção e sensibilizando a população para o combate à discriminação e violência contra a população de rua.


Durante toda a semana, mais de 60 pessoas assistidas participaram de palestras sobre higiene pessoal, jogos interativos, atividades culturais, festival de zumba e show de talentos. E hoje, eles compareceram para o show de talentos que contou com a apresentação da Reciclabanda e do músico Misael Francisco, de 28 anos, natural de Itaeté que também é assistido pelo Centro.


“Eu morei durante 2 anos na rua, sem perspectiva e oportunidade de trabalho. No ano passado consegui me matricular na Escola Municipal de Música Antoninho Sampaio e me apaixonei pelo violino, também voltei para terminar os estudos e agora sou estudante do Costa Borges, e aceitei morar no abrigo AMOB. Hoje a música me ajuda em tudo, sou mais feliz e tenho uma renda, tudo isso porque a equipe do Centro POP me auxiliou”, disse Misael.


A roda de samba também animou os participantes, e no ritmo de alegria, a moradora de rua Milena Silva Oliveira de 40 anos, contou que os conflitos com a família levaram à buscar independência nas ruas. “Sou de Vitória da Conquista e moro na rua tem 4 anos com meu marido. Tive problemas com minha família, e sem condições de alugar uma casa, fui morar na rua. Hoje faço artesanato e ele trabalha na rua como flanelinha, temos uma vida difícil, mas depois que recebemos ajuda do Centro POP me senti muito melhor. Agora faço as minhas refeições, lavo roupa, tomo banho e recebo um bom tratamento”, garantiu Milena.


A Unidade Especializada em população de rua, atende pessoas em situação de risco que vivem nas ruas, e oferece três alimentações diárias, auxílio na emissão de documentos, oficinas sobre cuidados básicos, além de um espaço acolhedor onde as pessoas podem, até mesmo lavar suas roupas e passar o dia. À noite, a equipe conduz os assistidos aos abrigos disponíveis.


“Nosso objetivo é ajudar a população de rua a romper a invisibilidade social e garantir os direitos desses homens e mulheres. Cada um chega com sua história e experiência de vida, as dificuldades, violências sofridas, e nesse entretempo a equipe do Centro serve de apoio para a estruturação de uma nova história. Já conseguimos retirar muitos da rua, e levar para os abrigos, outros aceitaram retornar para as famílias, também encaminhamos para o cadastramento no Bolsa Família, promovendo palestras de auto estima e em breve vamos oferecer oficinas de qualificação profissional, oportunizando a entrada no mercado de trabalho”, disse a secretária Karlúcia Macêdo.


Dircom/PMB 

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.