São Desidério realiza Campanhas de conscientização e informação sobre datas celebradas nacionalmente em maio




Maio é considerado um mês de lutas importantes, e datas que marcam a defesa de públicos minoritários que sofrem abuso, exploração, violência, preconceito, e discriminação. Para levar informação e buscar por justiça e igualdade a Prefeitura por meio da Secretaria de Assistência Social (SAS), desenvolve três Campanhas no município.

‘Respeito é bom eu gosto’ é a campanha que mostra a realidade do público LGBT na busca por respeito às diversidades, celebrada em 17 de maio com o Dia Mundial e Nacional Contra a Homofobia. ‘Loucos uns pelos outros’ é a campanha que revela que doentes mentais podem ter uma vida social saudável com tratamento adequado, celebrada em 18 de maio com o Dia Nacional da Luta Antimanicomial. E a Campanha ‘Faça Bonito’ traz à tona a triste realidade do abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, também celebrado em 18 de maio.

“Este ano, estamos trabalhando três temas propostos pela Lei do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) que são de extrema relevância no cenário nacional e local, devemos informar, conscientizar e buscar o respeito que cada ser humano, com seus direitos e deveres, merecem, pois o serviço público tem o dever de acolher todos os públicos”, assegura a Secretária da SAS, Vandreia Mendes.

A programação principal de atividades tem início hoje, 14, e segue até dia 18, sexta-feira. Várias ações serão realizadas em escolas, no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), no Centro de Referência Especializada da Assistência Social (CREAS), no Centro Cultural e no último dia, uma caminhada por ruas da cidade até a Praça Abelardo Alencar, unirá os participantes dos três temas com o lema, ‘Muitas Campanhas e uma luta’. No local haverá apresentação teatral e musical. A programação terá continuidade durante todo o ano com momentos de debate, palestra e oficinas nos equipamentos da SAS e em escolas públicas.

“Estamos preparando este momento com muito respeito e carinho, pois a SAS trabalha para públicos vulneráveis, são temas desafiadores e muito nobres que estão presentes na sociedade e no seio da família, é preciso conhecer para proteger, respeitar e conviver”, avalia o psicólogo da SAS, Erick Gamaliel.

Representantes da Secretaria de Educação, do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), da Cia Trakinus, do Conselho Tutelar, da sociedade civil envolvidos nas campanhas e funcionários da SAS participaram do lançamento do trabalho na tarde de sexta-feira, 11, na sede da secretaria.


Ascom/ São Desidério

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.